Comunicação e Gestão de Projetos. Cultura e Desenvolvimento
Home / Crônicas / Reencontro celebra a memória

Reencontro celebra a memória

Campinas. Ex-professores, alunos e funcionários celebram reencontro realizado no mês de maio. 

Foto oficial do encontro.

Além de celebrar as lembranças dos áureos tempos das turmas das décadas de 70 e 80, o reencontro teve o objetivo de reviver o aprendizado obtido durante o período de cada aluno; uma forma de valorizar a memória e a imersão de oito anos de vivência na escola.

O evento foi realizado no ginásio poliesportivo, onde antes era o campo de futebol e a quadra desportiva. Logo às 8:30, ex-alunos, professores e os antigos servidores foram recepcionados pela organização. Nesse momento, os presentes tiveram uma prévia do que seria o evento ao longo da manhã de domingo; bate papo, lembranças e antigas histórias.

Às 9:10, as ex-professoras Constancia Cavalheiro, Edna Avelar Camargo, Maria Amélia S.L. Diniz, Maria do Carmo Mascaro, Maria Luiza Santinom, Marilsa Ap. G de Paula, Regina Célia Pane e o ex-professor Silvio José Ramos, além das ex-funcionárias Iolanda de Jesus S. Camargo, Neusimar Matheus Lima e o ex-funcionário Juarez Cintra foram convidados para compor a mesa.

Não puderam comparecer as professoras Adgmar Costa Grilo, Solange Pelicer, o atual diretor Vladimir Cardoso de Oliveira e a vice Lilian Carvalho Lima, além do dentista Dr Lazaro Cotel, o Lazinho e Maria Odete. A servidora Maria Helena e a professora Maria do Carmo de Língua Portuguesa (In Memorian) também foram lembradas.

Os homenageados.

Após a formalidade, costume bastante comum nos anos 70 e 80 entre os residentes da escola, teve início às falas e homenagens com a entrega das flores e a pose para as fotos. Na sequência, pausa para o passeio na reconfigurada Escola Dr. João Alves dos Santos.

Embora fisicamente modificada, com novos prédios e o ginásio poliesportivo, as lembranças da movimentação diária daquele tempo vinha à memória à medida que a caminhada aproximava-se das antigas salas de aulas, do refeitório, do anfiteatro à céu aberto e do chão vermelho com a grama batida.

A lembrança estridente do sinal também foi rememorado, som que por sinal projetou os alunos as alegrias e agonias das provas, principalmente àqueles cujo desempenho dependia da temida recuperação. Quem não se lembra das notas nos cadernos e nas provas mimeografadas?  

Histórias e conversas à parte, a caminhada de volta ao ginásio antecipa o momento seguinte; a leitura do texto “A Menina do Vestido Azul” como numa consagração àqueles que contribuíram para a formação humana de cada aluno presente e ausente no primeiro reencontro.

A saudação e o canto do Hino nacional compuseram parte do repertório da programação, tradição que fazia parte do planejamento da escola, e que era incentivado desde os primeiros passos na primeira série.

A fala de encerramento ficou por conta da professora de Língua Portuguesa Maria Luiza Santinom.  A exemplo daquele período, todos se mantiveram quietinhos, alguns nem tanto, mas o respeito e a gratidão constituíam, e ainda constituem valores presentes.

Como numa história da “série vagalume”, Maria Luiza disse aos ex-alunos que a mensagem transmitida desde o primeiro dia em que chegou na escola, há 40 anos, foi entendida. “A semente que nós plantamos se tornaram árvores de muitos frutos”, concluiu a professora agradecendo aos alunos pela organização do reencontro.

Professora Maria Luiza. Foto Luciano Medina

Cumprindo a programação, a organização anuncia um novo reencontro que pode ser agendado ainda para esse ano. Dessa vez, a expectativa de participação é ainda maior. O primeiro reencontro foi organizado pela ex-alunas Eulália Araújo e Isabel Marcelino Tempestini.

 

 

 

1 Comentário

  1. Leila Gonçalves

    A valorização de um reencontro nas sábias palavras de nosso amigo de infância, você me fez novamente ter a certeza de que nossa época de escola foi a melhor de todas, entrar na escola que agora pra mim é tudo pequeno e que na época que com certeza eu tinha lá meus 60 cm de altura era tudo gigante, foi muito emocionante. Agradecer tbm as lindas palavras da professora Maria Alice um anjo de pessoa.Obrigada a organização foi tudo perfeito.
    Luciano parabéns pelo seu trabalho e obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Luciano Medina