Comunicação e Gestão de Projetos. Cultura e Desenvolvimento
Home / Jardim Amanda / Rachid e os bailes do Amanda

Rachid e os bailes do Amanda

Quem tem mais de 25 anos de Jardim Amanda sabe do que vou falar . Era o Rachid o point, talvez o único ponto de encontro para dançar, paquerar e também quem não se lembra, para arrumar as confusões.

Onde antigamente abrigava o famoso Rachid. Foto Google

 

O Rachid era um dos poucos lugares onde se podia se divertir. A rua esburacada com poeira no tempo seco, e a lama nas chuvas não intimidavam os guerreiros e guerreiras que se arriscavam, literalmente, nos fins de semana para curtir a madrugada no famoso Rachid.

Ali se encontrava todas as tribos, sambistas, roqueiros, o dance, o hip-hop, não tinha confusão quando a linguagem era a música. Não falhe a memória, muitos casais e casamentos saíram dali.

Brigas até tiroteio se via e ouvia, mas era o nosso metiê, todos se conheciam, nem todos se gostavam, mas era do Amanda essas tretas. 

O que restou do Rachid, o prédio continua lá, mas agora tem outra funcionalidade. O que ficou foi a lembrança forte de quem aprendeu com os fins de semana num dos maiores bairros da periferia do Estado de São Paulo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Luciano Medina