Tablóide Cidade

Projeto Editorial

Cidade Viva – Cultura e Desenvolvimento é um projeto editorial produzido na e para a Região Metropolitana de Campinas. Os fundamentos teóricos do projeto estão alicerçados nos princípios e valores que regem a política de Estado Cultura Viva.

O objetivo geral do projeto editorial é repercutir e divulgar iniciativas criativas, no campo do conhecimento humano, que produzam impactos e resultados nas cidades; comunidades contemporâneas e tradicionais da RMC.

No rol dos objetivos específicos considera-se: o registro histórico e de memória de personalidades e lugares que fizeram e fazem parte do processo de desenvolvimento dos municípios da RMC. Reportagens, entrevistas, artigos e opinião integram a linha editorial do projeto.

A Região Metropolitana de Campinas

“Unidade regional do Estado de São Paulo criada pela Lei Complementar Estadual nº 870, de 19 de Junho de 2000, sendo constituída pelo agrupamento de 20 municípios: Americana, Arthur Nogueira, Campinas, Cosmópolis, Engenheiro Coelho, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Jaguariúna, Monte Mor, Morungaba, Nova Odessa, Paulínia, Pedreira, Santa Bárbara d’Oeste, Santo Antônio de Posse, Sumaré, Valinhos e Vinhedo.

Possui uma área de 3.792 Km2 e uma população de 2.976.433 habitantes.

A Região apresenta uma diversificada produção industrial, principalmente em setores dinâmicos e de alto input científico/tecnológico, com destaque para municípios de Campinas, Paulínia, Sumaré, Santa Bárbara D´Oeste e Americana, o que tem resultado em crescentes ganhos de competitividade nos mercados internos e externos.

A RMC é servida por um sistema viário amplo e de boa qualidade, contando como eixos principais as rodovias Bandeirantes e Anhangüera ligando a região à Capital e ao interior paulista, a Rodovia SP-304 rumo a Piracicaba e a Rodovia D. Pedro I que faz a ligação com o Vale do Paraíba e a Rodovia Dutra rumo ao Rio de Janeiro.

A Região Metropolitana de Campinas vem conquistando e consolidando, nos últimos anos, uma importante posição econômica nos cenários estadual e nacional. Essa área, contígua à Região Metropolitana de São Paulo, possui um parque industrial moderno, diversificado e composto por segmentos de natureza complementar. Apresenta uma estrutura agrícola e agroindustrial bastante significativa, desempenhando atividades terciárias com uma especialização expressiva.

Destaca-se ainda, a presença de centros inovadores no campo das pesquisas científica e tecnológica, com a importante presença de centros universitários de renome nacional e internacional.

A RMC conta, também, com a presença do Aeroporto de Viracopos, o segundo maior do País, localizado no município de Campinas. O Aeroporto de Viracopos registrou em 2014 um fluxo de cargas de cerca de 219 mil toneladas, embarcadas e desembarcadas em vôos internacionais.

Com Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 109,9 bilhões, e PIB per Capita de R$ 38.207,86, a região apresenta-se em uma posição de destaque, comparativamente com o PIB per Capita do Estado de São Paulo, que é de R$ 33.624,41 e do Brasil que é de R$ 22.645,86.”

fonte: http://www.agemcamp.sp.gov.br/rmc/

A gestão do projeto é de responsabilidade do jornalista e gestor cultural Luciano Medina.

Projeto Gráfico com formato de anúncios